Pular para o conteúdo
Voltar

Politec identifica mulher encontrada em cova que estava desaparecida

A Perícia Oficial e Identificação Técnica foi acionada para os trabalhos no local e remoção do corpo.
Assessoria | Politec-MT

A | A

O corpo de uma mulher, que estava desaparecida desde o dia 24 de junho em Primavera do Leste (distante 234 quilômetros de Cuiabá), foi identificado pelos papiloscopistas da Politec do município. A vítima, identificada como Christiane Ferreira Senger, de 22 anos, foi encontrada enterrada a 1,5 metro de profundidade, em um buraco cavado no fundo da residência do suspeito, no bairro São Miguel.

 

Com auxílio de maquinário, foi feita a escavação no local e retirado o corpo. A Perícia Oficial e Identificação Técnica foi acionada para os trabalhos no local e remoção do corpo.

Devido ao avançado estado de decomposição do corpo, a coleta das impressões digitais foi realizada através da técnica de luva cadavérica, onde é feita a limpeza, secamento e entintamento do material para a coleta. Em seguida as impressões digitais são comparadas com as impressões contidas no prontuário civil da vítima, arquivada pela Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica.

 

A Delegacia da Polícia Civil de Campo Verde recebeu na segunda-feira o registro de desaparecimento da vítima. Segundo as informações coletadas, ela saiu de sua residência na noite de sexta-feira e não levou documentos e nem a motocicleta.

A equipe de investigação iniciou a apuração e chegou à última pessoa a manter contato com a vítima. O suspeito confessou o crime, foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e informou onde estaria enterrado o corpo de Christiane, após autorizar a entrada da equipe policial na residência.

O delegado Philipe Pinho coordena a investigação e vai ouvir em depoimento o suspeito do crime para esclarecer outras informações, que possam levar à motivação e à dinâmica do feminicídio.

*Com informações da Polícia Civil