Notícias

IDENTIFICAÇÃO TÉCNICA

Politec reduz passivo e carteiras de identidade são emitidas em menor prazo em MT

06/07/2018 - 12:21
Assessoria/ Politec-MT

O primeiro semestre de 2018 apresentou uma redução de 19.026 processos passivos de identificação civil referente aos anos interiores. A redução refletiu na diminuição no prazo de expedição das carteiras de identidade, pois os processos solicitados  passam a ser analisados no momento em que dão entrada para o processamento. Com isso, os RGs em Cuiabá estão sendo expedidos no prazo de cinco dias úteis na capital e, em média,  30 dias no interior do Estado.

De janeiro a junho a Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica expediu 126.671 Rgs, sendo 65.860 1ª vias e 60.811 2ª vias. O mês de maio foi o que obteve o maior número de processos realizados no ano, com 26.511 carteiras de identidade emitidas.

A Coordenadoria de Identificação Criminal, que faz parte da mesma Diretoria, expediu 60.245 processos. Sendo, 29.109 certidões de antecedentes criminais, 3.794 coletas para verificação de autenticidade, 497 exames necropapiloscópicos e 10.443 cadastros de identificação criminal.

O Diretor Metropolitano de Identificação Técnica, Ailton Silva Machado, considera os resultados do primeiro semestre como positivas, visto que o ano de 2018 obteve  o maior número de atendimentos dos últimos cinco anos. “Atendemos a um numero maior de cidadãos, graças as ações desenvolvidas em parceria com os municípios, Assembleia Legislativa, as Caravanas da Transformação e principalmente com a implantação dos Ganhas Tempos nos municipios de Rondonópolis, Sinop e Cuiabá’’, analisou.

Conforme o diretor, a implantação da biometria nos postos de identificação foi uma das inovações implantadas neste semestre que contribuíram para a alta produtividade. "Trouxe humanidade e agilidade no atendimento, além de diminuir as rotinas para o processamento e emissão do documento. Talvez o nosso grande desafio foi manter a Equipe motivada e focada no objetivo de prestar um serviço de qualidade e em um espaço de tempo menor, contribuindo com a justiça e a cidadania. Mesmo com a falta de Papiloscopistas, o que  vem sobrecarregando a gestão e a capacidade de atendimento, tanto na esfera civil quanto na criminal’’.

O diretor cita como metas para o semestre que se inicia a permanência do prazos de entrega dos documentos civil e criminal; a implantação da biometria em outros postos conveniados da POLITEC e a adequação nos requisitos para emissão da nova carteira de identidade,  em formato de papel, cartão e em dispositivos móveis.